Páprica

ago 30, 2011 3 Comentários by

Quando você sente um sabor picante e alguém diz que a comida tem páprica entre os ingredientes, os neurônios são automaticamente acionados e, estimulados pelo princípio ativo da especiaria juntamente com a dúvida, o cérebro silenciosa e involuntariamente pergunta buscando ao mesmo tempo uma resposta?
“Então páprica é pimenta?”
“Não, se fosse teriam me falado que tem pimenta, e não páprica”.
Não se preocupe! Você não foi a única pessoa que se fez essa pergunta sem ter coragem de expor-la ao público. E o questionamento inclusive tem bastante sentido. A páprica é uma especiaria preparada com pimenta seca e moída. Em outras palavras, é o pó obtido por meio deste fruto seco. Membros da mesma espécie, portanto, a capsicum annumm.
Apesar de ser uma pimenta, o que a diferencia é seu gosto sutilmente doce com um ardor leve.
A planta é originária do México e se espalhou pela Europa graças a Cristóvão Colombo, que a levou ao Velho Continente em um de seus navios. Aristocratas inicialmente plantavam a pimenta com uma planta ornamental. Pode-se dizer que seu marco foi em 1560, quando ela chegou à Hungria, onde seu uso foi bem disseminado em pratos famosos como o Goulash – um guisado de carne típico dos vaqueiros húngaros. Nesse país estão os mais famosos produtores de páprica do mundo.
Mas foi somente no século 19 (?) que a fogosa especiaria passou a ser usada na cozinha ocidental. Hoje em dia a Espanha, os países da América Latina, regiões do Mediterrâneo, Índia e o estado da Califórnia, nos Estados Unidos, se juntam à Hungria como os principais produtores de páprica no mundo.
Sua bonita cor vermelha, além de realçar o sabor e o visual dos pratos, é utilizada como colorante de alimentos e cosméticos. Alguns zoológicos incluem a páprica na alimentação de flamingos, ajudando a manter sua plumagem mais brilhante e colorida.
Também é muito rica em vitamina C, porém o calor excessivo elimina as vitaminas da pimenta. Por isso a páprica seca comercialmente não é tão nutritiva quanto a que foi seca ao sol. Ela também tem propriedades antibacterianas e estimulantes, o que ajuda a normalizar a pressão sanguínea, a circulação e a aumentar a produção de saliva e ácidos estomacais para uma melhor digestão.

De A a Z, Páprica Tags: , ,

3 Comentários para “Páprica”

  1. Receita de salmão com coalhada seca cítrica e especiarias says:

    […] tomilho, alecrim, orégano, páprica, […]

  2. Fallafel com as especiarias says:

    […] Especiarias: salsinha, coentro, pimenta do reino, canela, cominho, páprica e hortelã […]

  3. Fallafel com as especiarias says:

    […] Especiarias: salsinha, coentro, pimenta do reino, canela, cominho, páprica e hortelã […]

Deixe seu comentário