Especiaria: Jambu

nov 09, 2015 Sem comentários by

shutterstock_147228356

Quem é do Pará ou aprecia sua rica culinária sabe que o Jambu é a especiaria que é parte imprescindível no famoso Pato no Tucupi e no Tacacá. É considerada típica da região Norte do Brasil, precisamente o Pará, sendo originária da América do Sul. Também é uma especiaria muito apreciada em Madagascar e todo o sudoeste asiático.

O jambu é conhecido por muitos nomes: Abecedária, Agrião-bravo, Agrião-do-brasil, Jabuaçu ou Jamaburana, agrião-do-pará, agrião-da-amazônia e agrião-do-norte. Seu sabor é peculiar, especialmente as flores, que produzem uma sensação de formigamento e entorpecimento das mucosas da boca. Sendo por isso usadas para dor-de-dente como anestésico e como estimulante do apetite. Como é característico de toda especiaria, ela tem o seu lado “uso medicinal” e “uso culinário”.

Popularmente, o Jambu serve para ajudar no tratamento de pedra na vesícula, fraqueza, problemas de pele, tosse, tuberculose pulmonar, herpes, gengivite e candidíase, anemia, escorbuto, dispepsia. Como sempre, nossa postura para qualquer uso medicianal de especiarias é a de insistir que você sempre consulte um especialista de sua confiança para ver o uso correto deste “remédio natural”.

No quesito “uso culinário”, já citamos o Pato no Tucupi e o Tacacá. Vamos somar o seu uso mesmo em pizza combinado com mussarela. Outros chefs donas de casa recomendam que o jambu pode ser preparado da mesma forma que se prepara a couve refogada, cortando-a fininha e refogando-a no azeite com alho e sal a gosto e bacon cortado em cubinhos.

Allgemein, Blogs, Boas Práticas, Destaques, Especiarias, Jambu, Pará Tags:
Nenhum Comentário para “Especiaria: Jambu”

Deixe seu comentário