Especiaria: Estragão

jan 11, 2016 Sem comentários by

O nome científico é sempre complicado: Artemisia dracunculus, ou para os “íntimos” – Estragão.

shutterstock_210964672

No Brasil, essa erva é conhecida por vários nomes populares: Losna-brava, Artemigem, Artemísia-verdadeira. Nós não temos a exclusividade desta plantinha, que nasceu originalmente na China, cerca de 2.000 a.C. e pode ser encontrada de norte a sul do planeta terra.

O estragão é um tempero típico da culinária francesa, utilizado para realçar o sabor de certos ingrediente e alimentos. O sabor da folha de estragão é adocicado e ao mesmo tempo levemente picante, lembrando o gosto do funcho. Ele tem um aroma bem forte e específico, com um leve sabor de anis. O estragão dá sabor em carnes fortes como as de cabrito e carneiro. Devido ao seu aroma de anis, harmoniza também em sobremesas feitas, por exemplo, as de maçã.

As folhas do estragão, assim como as de outras ervas utilizadas na culinária podem ser usadas tanto verdes e frescas quanto secas, dependendo, sobretudo do que pedem as específicas receitas. A folha do estragão é utilizada na preparação de pickles, como pepinos em conserva à base de vinagre – algo que meu pai polonês fazia sempre. Ganha espaço em cozidos de panela, em saladas verdes. Mas ela também dá o sabor distinto do molho béarnaise. “Este molho tem uma história curiosa, pois ele foi criado pelo chef de Cuisine Foyo, no Pavilhão Henrique IV, que tinha esse nome em homenagem ao rei francês. O nome Béarnaise é porque Henrique IV era proveniente dessa região”, explica o chef O Olivier Anquier.

Em algumas tradições populares onde os remédios caseiros reinam, recomenda-se a infusão de folhas de estragão para amenizar cólicas menstruais. Não esqueça: consulte sempre o seu médico ou um especialista em fitoterapia antes de consumi-lo para fins medicinais.

Allgemein, Blogs, Boas Práticas, Destaques, Especiarias, Estragão Tags: , ,
Nenhum Comentário para “Especiaria: Estragão”

Deixe seu comentário