Médicos que Cozinham: Farinha de Coco

abr 15, 2016 Sem comentários by

Olá, queridos amigos e leitores do Armazém das Especiarias. Continuando nossa aventura pelo mundo das farinhas, não poderíamos deixar de falar sobre esta que é uma dos “coringas” na cozinha funcional, além de ser extremamente saborosa, a farinha de coco. Aproveitem nosso papo para desvendar alguns mistérios e entender um pouco mais deste ingrediente excepcional.

shutterstock_138029414

Nutrição:

Apesar da fama de alimento gorduroso que o coco carrega, a farinha derivada do fruto é bastante nutritiva e vem acompanhada de uma série de vantagens para a saúde. Obtida a partir da hidratação e posterior secagem da polpa, a farinha de coco é nutritiva, podendo ser uma alternativa prática para quem não anda conseguindo consumir a quantidade necessária de fibras todos os dias.

Para 2 colheres de sobremesa de farinha de coco (20g):

  • 2,6 g de protein;
  • 5,2 g de fibras;
  • 8,9 g de gorduras (2/3 das quais são do tipo saturada);
  • 1 g de carboidratos.

Utilidades:

A farinha de coco pode ser utilizada para melhorar o funcionamento do intestino, diminuir os níveis de colesterol. Como é um produto de baixo índice glicêmico, aquele “boom” de insulina após uma alimentação utilizando esta farinha não acontece, de maneira que tem-se menos fome, com sensação de saciedade constante,  o que acelera o metabolismo, aumentando a queima de gordura estocada no corpo.  

Benefícios da Farinha de Coco:

Como é feita exatamente com a parte mais nutritiva da fruta, a farinha preserva todos os benefícios do coco, uma das frutas mais consumidas em todo o mundo. Nutricionistas (atenção, não é quealquer nutricionista, mas sim aquela atulizada que vai te falar sobre gastronomia funcional! Esqueça seguir “blogueiras fitness”, procurem profissionais capacitados, pois com saúde não se brinca.) somente 1 colher por dia já é suficiente para obter essas vantagens.

O consumo regular de farinha de coco pode colaborar para a perda de peso por quatro motivos:

Sua gordura não é tão facilmente estocada no corpo: A farinha de coco contém – ainda que em menor concentração que na fruta in natura e no óleo – ácidos graxos (gorduras) que podem auxiliar na perda de peso. Conhecidos como ácidos graxos de cadeia média (TCM’s), esses lipídios possuem digestão mais rápida que as demais gorduras saturadas (como o óleo de soja, por exemplo), e são estocados de maneira menos eficiente pelo organismo. E como são metabolizados diretamente no fígado – que os utiliza para suas próprias funções – não sobra energia para ser estocada na forma de gordura abdominal. Estudos sugerem que o ácido láurico, um dos TCM’s, seria um dos principais responsáveis por esses benefícios da farinha de coco.

Acelera o metabolismo: Outro efeito da metabolização direta dos TCM’s no fígado é um aumento do metabolismo, já que os ácidos graxos de cadeia média são absorvidos de maneira rápida e estimulam o funcionamento do órgão. Assim, como o fígado passa a funcionar de maneira mais rápida, acaba faltando energia para suas atividades – e advinha de onde será retirada essa energia? Sim, dos estoques de energia.

Aumenta a saciedade: Mais um dos benefícios da farinha de coco para a perda de peso se dá pela grande quantidade de fibras no alimento, que irão retardar a digestão e serão assim responsáveis por mantê-lo saciado por mais tempo, e com uma quantidade menor de alimento;

Não causa picos na glicose no sangue: A farinha de coco ainda é amiga da dieta porque impede as variações de açúcar no sangue, as grandes inimigas de quem está tentando emagrecer. Quando você come um alimento de alto índice glicêmico (pense em um bolo, ou uma fatia de pão branco com geleia) o açúcar é absorvido de maneira tão rápida que sua glicose vai lá em cima. Como resultado a insulina entra em circulação e sua glicose despenca – e o que acontece nessa situação? Seu cérebro recebe o sinal de que precisa de energia para elevar novamente a glicose, e lá vai você ficar com fome novamente mesmo tendo acabado de se alimentar. A farinha de coco libera açúcar de maneira gradual, impedindo essas variações bruscas na glicemia e ajudando você a evitar aquela vontade desesperadora de comer um doce ou qualquer outra fonte rápida de energia (pães, massas, biscoitos);

 Combate o colesterol alto: As fibras mais uma vez são responsáveis por benefícios da farinha de coco. A grande quantidade do nutriente diminui a absorção de LDL – o colesterol que não queremos – no intestino, o que leva a um diminuição da quantidade da molécula na circulação.

Libera açúcar de maneira gradual na circulação: O grande teor de fibras encontrado na farinha de coco garante ainda que a quantidade de açúcar no sangue não se eleve tão rapidamente como se você estivesse consumindo farinha de trigo, por exemplo. A farinha de coco possui um índice glicêmico (IG) menor que aquele das farinhas à base de cereais (farinha de trigo, aveia, arroz, centeio), o que garante ao organismo uma liberação mais lenta do açúcar na corrente sanguínea. Essa propriedade da farinha de coco a torna uma boa opção para quem sofre com diabetes e precisa monitorar constantemente os níveis de glicose no sangue.

 Combate a prisão de ventre: Com quase 3 gramas de fibra por colher, uma única porção (duas colheres) já é suficiente para fornecer quase ¼ das nossas necessidades diárias do nutriente. Em tempos em que sobra cada vez menos tempo para cozinhar em casa, consumir farinha de coco algumas vezes por semana pode te ajudar a manter o funcionamento do intestino em dia e assim mandar para bem longe o risco de câncer de cólon.

 É uma ótima opção de farinha sem glúten: Em tempos de dietas sem glúten, encontrar alternativas à farinha de trigo pode ser um desafio às vezes. A farinha de coco pode ser uma boa alternativa à tradicional farinha branca, já que não contém glúten e ainda por cima traz mais benefícios à saúde do que sua similar produzida a partir do trigo.

Como fazer farinha de coco?

Você pode comprá-la, porém o preço não é dos mais apetitosos, ou fazê-la. Para fazer a farinha de coco em casa você precisará somente de coco fresco e um pouco de tempo. Confira a receita:

 shutterstock_372845566

Ingredientes:

 

  • 2 xícaras de chá de coco ralado fresco;
  • ½ xícaras de água quente.

 

Modo de Preparo:

  • Coloque o coco ralado em um recipiente e despeje a água quente por cima. Deixe descansar por 15 minutos;
  • Bata tudo no liquidificador ou processador e coe em um pano fino e limpo. Esprema bem para retirar o excesso de água e gordura;
  • Coloque a polpa resultante em uma travessa e leve ao forno;
  • Asse em forno a 100o C por 3 a 4 horas- ou até secar por completo. É importante mexer a mistura algumas vezes para que ela não queime enquanto está sendo assada. O ponto da farinha é quando ela fica amarelada e não gruda nas mãos;
  • Retire a polpa do forno e deixe esfriar bem;
  • Passe a polpa no processador até obter uma farinha fina;
  • Guarde a farinha em um recipiente bem tampado e mantenha em local seco.

Como usar:

A farinha de coco tem diversos usos, sendo um deles a substituição de parte das farinhas à base de glúten em receitas saudáveis, como pães e bolos integrais. Outro uso da farinha de coco é na hora de fazer frango ou peixe empanados – basta passar o filé no ovo, em seguida na farinha e pronto, você terá um delicioso empanado sem glúten.

Você pode também colocar uma colher de farinha de coco sobre a granola, ou adicioná-la ao preparo do omelete, do shake de whey e até mesmo sobre frutas picadas. E para quem é fã de açaí na tigela, a farinha de coco pode ser uma substituição mais saudável às caldas doces e calóricas. A mesma dica vale para o iogurte, que fica delicioso com uma colher de farinha de coco e uvas passas. Uma vez que o coco já é naturalmente doce, as receitas que levam a farinha também necessitam de menos açúcar, o que pode ser uma ótima ideia para quem precisa emagrecer.

Allgemein, Blogs, Boas Práticas, Coco, Destaques, Médicos que Cozinham Tags: , ,
Nenhum Comentário para “Médicos que Cozinham: Farinha de Coco”

Deixe seu comentário