Especiaria: Castanha-de-caju

abr 25, 2016 Sem comentários by

shutterstock_166923401

A castanha-de-caju é uma especiaria com registro de nascimento e passaporte brasileiros. Por ser uma das alternativas que geram renda no período da seca, a importância da castanha-de-caju é fundamental na realidade do nordeste brasileiro, com destaque para os maiores produtores: Ceará, Rio Grande do Norte e Piauí.  Ela gera centenas de empregos no campo durante a entressafra das culturas tradicionais como milho, feijão e algodão, reduzindo, assim, o êxodo rural.

Atualmente grande parcela da produção de castanhas- de-caju está associada à exportação para os Estados Unidos da América (EUA) e a União Europeia.

Além do aspecto econômico e social, os produtos derivados do caju apresentam elevada importância alimentar. A especiaria contém cerca de 156 mg a 387 mg de vitamina C, 14,70 mg de cálcio, 32,55 mg de fósforo e 0,575 mg de ferro por 100 ml de suco. O jornal britânico Daily Mail, em pesquisa recém publicada, ratificou que a castanha-de-caju contém duas vezes mais concentração de ferro do que um bife, melhorando o cansaço e a concentração. Fitoterapeutas acreditam que os sintomas de ansiedade e depressão podem ser aliviados com o consumo de castanha-de-caju, vez que o alimento – defendem – é rico em triptofano (o aminoácido precursor da serotonina).

O que entendemos popularmente como caju é constituído de duas partes: o fruto propriamente dito, que é acastanha; e seu pedúnculo floral, o pseudofruto  –  amarelo, rosado ou vermelho. O caju/ pseudofruto é suculento.  Depois do beneficiamento do caju, preparam-se sucos, mel, doces, passas, rapaduras. A especiaria castanha-de-caju pode ser consumida como tira-gosto (torrada e salgada), em recheios para doces e chocolate, sejam estes combinados com amêndoas ou com outras especiarias.

Allgemein, Blogs, Boas Práticas, Castanha de Caju, Destaques Tags: ,
Nenhum Comentário para “Especiaria: Castanha-de-caju”

Deixe seu comentário