Especiarias: Pimenta-do-Reino Branca

abr 11, 2017 Sem comentários by

Uma das especiarias mais conhecidas dos brasileiros é a pimenta-do-reino.

Você encontra com mais assiduidade a pimenta-do-reino preta. Aqui, vamos focar a sua “irmã”, a pimenta-do-reino branca, que tem suas qualidades e usos específicos. Fazem parte da família a pimenta-do-reino verde e a rosa.

Foram os mercadores muçulmanos, na Época das Grandes Navegações que apresentaram a pimenta-do-reino (nascida na Ásia equatorial) para o mundo.

Tanto a pimenta-do-reino preta como a branca vêm da mesma semente. A diferença está no processo de secagem. Vamos explicar.

A especiaria preta é colhida antes de amadurecer, seca em película, que lhe garante mais picância, ardência e, em princípio, mais qualidades. As brancas esperam mais um pouquinho até amadurecer completamente,  passam por um processo, tem a casca removida, secas no sol e resultam numa pimenta “branca” com sabor, mais suave.

O legal é que o Brasil é um dos maiores produtores e exportadores desta maravilhosa especiaria.

O uso de pimentas-do-reino brancas tem algumas diferenças de suas co-irmãs preta, verde ou rosa. Pequenas diferenças que é importante conhecer.

Tanto uma quanto as outras são consumidas regularmente secas, em grãos ou moídas.

No quesito culinária, a pimenta-do-reino branca é a preferida por questões até estéticas em pratos como sopas, purês de batata, peixes, frangos, carne de porco, suflês e molhos.

Pimenta-do-Reino

Nossa especiaria ganha preferência principalmente em vários pratos chineses, na cozinha tailandêsa e francesa. Contam os chefes que o seu sabor aromático e o formigamento que causam ao primeiro contato ajudam a dar um “toque” especial a estas cozinhas.

Muitos chefs profissionais ou do lar indicam que é melhor usar a pimenta-do-reino branca triturada e não moída. A triturada, argumenta, acrescenta mais sabor à comida.

Os valores medicinais positivos da pimenta-do-reino branca vem do seu uso em larga escala na Ayurveda, terapias antigas e chinesas. Onde era indicada e usada para o tratamento de artrite, dor nas articulações, intoxicação alimentar, náuseas, congestão nasal.

Aqui no ocidente, dizem que ela pode auxiliar como antioxidante, expectorante, descongestionante, combate ao reumatismo, auxilia o sistema nervoso ao liberal adrenalina e produz um efeito de saciedade, que, em tese, ajuda no processo de reeducação alimentar e uma dieta natural. Pesquisas realizadas na Universidade de Nottinghan e da Associação Americana da Pesquisa do Câncer, revelaram que a pimenta-do-reino branca pode ajudar a matar algumas células cancerosas.

Como sempre reiteramos, qualquer uso de caráter medicinal envolvendo especiarias deve ter o consentimento e a orientação de um especialista de sua total confiança.

COMO PLANTAR

Sendo originalmente trepadeiras, a nossa futura especiaria precisa de suportes para amparar seu crescimento, estacas de madeira ou pilares.

Geralmente indicado para o início da estação mais chuvosa. Seu plantio é normalmente feito por estaquia – e não por sementes que demorar a dar mudas. Podem ser plantadas em vasos, sacos plásticos ou outros recipientes, bem úmidos, até que as mudas ganhem raízes. Quando elas estiverem no ponto, devem ser transplantadas para um local definitivo, com espaçamento de 2 a 3m entre as plantas.

 COMO USAR

Humus de feijão branco

Ingredientes:

  • 200g de feijão branco
  • 3 dentes de alho
  • 40ml azeite de oliva
  • Pimenta-do-reino branca a gosto
  • Sal a gosto

Preparo:

1)      O feijão branco deverá ter sido deixado em água desde a noite anterior. Coloque na panela de pressão com água e sal durante aproximadamente 40 minutos.

2)      Quando o feijão estiver pronto, bata-o no liquidificador ou c om o mixer até obter uma pasta suave e homogênea.

3)      Adicione os dentes de alho e o azeite de oliva e bata novamente. Corrija o sabor com sal e pimenta branca.

4)      Sirva este húmus de feijão branco acompanhado de pão sírio, como entrada ou aperitivo.

 

Fonte: TudoReceitas

COMO ARMAZENAR

A melhor maneira de armazenar a pimenta-do-reino branca é em recipientes herméticos, secos e limpos. Evite deixá-la exposta à luz e em ambientes úmidos.

ONDE COMPRAR

Mercadão Municipal de São Paulo; Zona Cerealista, em especial no Cerealista Barroso, Mercado Municipal da Lapa, Lojas de produtos naturais, grandes supermercados, internet.

Blogs, Boas Práticas, Como eu armazeno, Como eu planto, Como eu uso, Culinária, Destaques, Especiaria, Especiarias, Especiarias pelo Brasil, Pimenta do reino, Pimenta do reino branca, Receita, Receitas Tags: , , , , , , , , , , , , ,
Nenhum Comentário para “Especiarias: Pimenta-do-Reino Branca”

Deixe seu comentário