Especiaria: Losna

dez 18, 2017 Sem comentários by

A Losna (Artemísia absinthium),  originária da Europa, é conhecida por vários nomes: absinto, losna-maior, alvina, erva-santa, erva-do-bicho.

Como a maioria das especiarias, nasceu com uso terapêutico – nem sempre bem definido, sendo, portanto, submetida a muitas experiências – e por volta de 1792 transformou-se em uma bebida mundialmente conhecida até hoje: o absinto – existem várias marcas e sua principal característica é ser de cor verde e ter altíssima gradação alcoólica: de 45% a 72%. Portanto: muita moderação ao provar!

Nossa especiaria – que possui sabor amargo e muito aromático – foi usada  principalmente como chá  para eliminar diarreias, intoxicação, catarro pulmonar, inapetência em crianças, infecções gástricas, hepáticas e renais, cura da gripe e até para afastar o “marvado” do mau hálito.

Conforme alguns pesquisadores, a losna é auxiliar no tratamento da obesidade, pois ativa fígado, aparelho digestivo e intestinal. Outras propriedades medicinais citadas: auxilia no tratamento da anemia, ativa a circulação sanguínea, melhora quem tem azia, auxilia no alívio de cólicas intestinais, regulariza o ciclo menstrual, alivia nevralgias e prisão de ventre.

As partes da planta – que pode atingir até um metro de altura –  mais utilizadas são suas folhas, frescas ou secas. Em alguns casos, suas flores.

Na culinária, a losna é utilizada para dar sabor amargo às diversas bebidas, como vinhos, licores, vermutes utilizados como aperitivos ou digestivos. Em várias regiões é usada para temperar omeletes e saladas; com salsa e cebolinha verde é usada em sopas e assados.

Na indústria alimentícia também é requisitada para preparar vinagre aromático para saladas. Em algumas receitas mineiras, a Losna faz parte do tempero somado no preparo de frangos. Pode também compor no preparo de sobremesas com calda ou umedecer doces. bolos e  gateaus

Por muitos anos, a losna foi usada como planta ornamental na jardinagem.

Sendo o Brasil um estado laico (que não tem religião definida, respeitando todas as manifestações de credos e da fé.), temos que ressaltar o uso da losna no universo dos Orixás. No Candomblé, a nossa especiaria é usada como uma das ervas para descarrego, neutralizando energias ruins e brigas.

Contra indicações: não deve ser usada por grávidas, mulheres em fase de amamentação, crianças menores de seis anos, pessoas com gastrite ou por quem faz radioterapia.  Bem como deve ser evitado o seu uso prolongado.

É importantíssimo saber que um dos componentes da Losna é uma substância tóxica – a tuinona – que pode produzir efeitos colaterais altamente perigosos.

Nada de alarmismos.  Usada na medida certa, a Losna pode e muito ajudar a sua saúde, contribuir para uma boa alimentação e proporcionar bebidas deliciosas.

A regra que sempre vale é: moderação e busca de uma orientação de um  profissional especializado de sua inteira confiança.

Especiarias, Losna Tags: , , ,
Nenhum Comentário para “Especiaria: Losna”

Deixe seu comentário